Paisagismo

7 plantas para cultivar em ambientes internos 

Plantas para ambientes internos

Ter plantas em ambientes internos pode transformar a decoração, além de trazer benefícios para a saúde. Algumas atuam purificando o ar, outras ajudam a umedecer o ambiente, enfim, as vantagens vão muito além da beleza.

Fizemos uma lista de espécies de plantas que sobrevivem bem em ambientes internos para você conhecer.

blank

Espada de São Jorge

É uma das melhores escolhas para quem não tem muito tempo para cuidar de uma planta. Extremamente resistente, a Espada de São Jorge não necessita de muitos cuidados: suas regas devem ser bem espaçadas, a cada 20 dias; a adubação pode ser feita uma vez por ano.

Além disso, ela tem a capacidade de purificar o ar e de produzir oxigênio à noite. O único perigo é para os animais de estimação: as folhagens são altamente tóxicas para eles, causando irritação da mucosa e dificuldade de respiração. Então, se você tem um pet em casa, é melhor evitar essa planta.

blank

Marantha

São plantas para cultivar em ambientes internos tropicais conhecidas como “ plantas rezadeiras”. A folhagem tem uma estampa muito bonita, que combina com todos os tipos de decoração. Elas crescem até um metro de altura, não precisam de luz solar e são muito resistentes, podendo viver até 10 anos. Para que isso aconteça, você deve regá-las dia sim, dia não, com no máximo 100 mL de água.

blank

Calathea

A Calathea é um gênero de planta nativa do Brasil. Com mais de 150 espécies, é muito apreciada pelos desenhos em suas folhagens tropicais.

Essa planta gosta de umidade, então a terra deve estar sempre molhada, com água na temperatura ambiente. Ela também gosta de altas temperaturas e cresce melhor em ambientes de sombra. Um cuidado que se deve ter é com a luz solar: não deixe que incida diretamente sobre a planta.

blank

Samambaia

A samambaia sobrevive em sombra e meia-sombra, mas exige um solo com bastante umidade. Ela não gosta de ventos, pois eles contribuem para que fiquem ressecadas. Para que sua samambaia viva bem, tome cuidado ao escolher o vaso (utilize um que não absorva a umidade das raízes), regue diariamente e corte as folhas mortas.  

plantas em ambientes internos

Cactos

Os cactos têm diversos tamanhos e formatos. Eles são ideais para quem acha que não leva nenhum jeito com plantas em ambientes internos. Para cultivá-los, basta colocá-los próximo a uma janela. Quanto mais sol, melhor! Ele ficará mais bonito. E não precisa molhá-los a uma periodicidade menor que a cada dez dias, pois eles não sobrevivem com irrigação constante. Os cactos também sobrevivem muito bem aos vasos, já que param de crescer quando acaba o espaço.

plantas em ambientes internos

Orquídea

É uma das mais escolhidas entre as plantas em ambientes internos, por ser muito bonita e por demandar poucos cuidados. Deve ser cultivada à meia-sombra, recebendo iluminação indireta, e, de preferência, em vasos de barro, pois eles drenam melhor a água.

plantas em ambientes internos

Zamioculca

É uma boa opção para espaços pequenos, pois seu crescimento é lento. Também é uma boa recomendação para jardineiros inexperientes, por ser fácil de cultivar. A rega deve ser feita uma ou duas vezes por semana e a planta deve ficar na sombra, sem receber luz direta do sol.

plantas em ambientes internos

Gostou das dicas para cultivar plantas em ambientes internos? Então, deixe seu comentário na nossa página do Facebook!

blank

Fontes: Casa Vogue, Revista Casa e Jardim, Homify e agências de notícias

Imagens: Pinterest e banco de imagens

Gostou? Compartilhe!
De um a cinco, que nota você dá para esse conteúdo?
E aí, ficou com alguma dúvida ou quer comentar algo sobre esse conteúdo?




    Mais Artigos Sobre Paisagismo