Amigo Construtor Ensina

Como calcular o volume de concreto para lajes, vigas e pilares

FacebookGoogle+TwitterLinkedInWhatsApp
Como calcular o volume de concreto

Calcular o volume de concreto necessário para uma obra é fundamental para garantir a compra correta do material, evitando a falta ou o desperdício.

Felizmente, a matemática básica nos ajuda a fazer esse cálculo de maneira simples. Porém, é importante ressaltar que o cálculo varia de acordo com o tipo de laje que você irá construir. Nas lajes pré-fabricadas, por exemplo, você usará concreto apenas em seu capeamento. Já as lajes maciças têm todo o seu preenchimento feito de concreto.

Neste post, você aprenderá como calcular o volume de concreto na construção de lajes maciças. Em poucos passos, você poderá agilizar e muito a sua obra.

Neste exemplo, vamos imaginar que a concretagem será realizada em 2 etapas. Na primeira, serão concretados somente os pilares até a altura da face de baixo da viga. Já na segunda, serão concretadas as vigas e a laje.

Passo 1: calculando o volume de concreto dos pilares

Primeiramente, precisamos saber as dimensões dos pilares e o pé-direito da obra. No nosso exemplo, vamos imaginar uma obra com pé-direito de 3,5 m e a forma da construção conforme apresentado na Figura 1.

Figura 1 – Forma da Laje

Como as vigas têm 50 cm de altura (ou 0,5 m), vamos considerar nesta etapa da concretagem uma altura de concretagem de 3 m (3,5 m menos 0,5 m da viga).

Feito isso, para saber a quantidade correta de concreto a ser utilizada em seus pilares, basta calcular o volume do espaço a ser preenchido, seguindo o seguinte procedimento:

  1. O primeiro passo é calcular a área de cada pilar. No nosso caso, seria 0,2 m x 0,4 m, totalizando uma área de 0,08 m².
  2. Feito isso, multiplicamos então a sua área pela altura a ser concretada de cada pilar, ou seja, 0,08 m² x 3,0 m, totalizando um volume de 0,24 m³ por pilar. Como na obra temos 4 pilares, teremos então um volume total de 0,96 m³.

Resumo

  1. Área do pilar: lado x lado = área em m²
    Exemplo: 0,2 m x 0,4 m = 0,08 m²
  2. Volume de concreto: área x altura (descontando a viga) = volume de concreto em m³
    Exemplo: 0,08 m² x 3,0 m = 0,24 m³
  3. Volume de concreto total: volume de cada pilar multiplicado pelo número de pilares Exemplo: 0,24 m² x 4 = 0,96 m³

Passo 2: calculando o volume de concreto da laje

Para a nossa segunda concretagem, precisamos calcular o volume das lajes e da viga. O procedimento é muito similar ao que foi realizado para os pilares. Vamos iniciar aqui pelo cálculo da quantidade de concreto para a laje:

  1. Novamente, o primeiro passo é calcular a área. Se é uma laje de formato quadrado, com 5 metros de comprimento em cada lado, conforme a Figura 1, você terá uma área de 25 m².
  2. Em seguida, você irá multiplicar o valor da área pela espessura da laje e, assim, obter o volume de concreto necessário. Seguindo com o nosso exemplo, digamos que ela tenha 12 cm de espessura, o equivalente a 0,12 m. Nesse caso, seriam necessários 3 m³ de concreto.

Resumo

  1. Área da Laje: lado x lado = área em m²
    Exemplo: 5 m x 5 m = 25 m²
  2. Volume de concreto: área x espessura = volume de concreto em m³
    Exemplo: 25 m² x 0,12 m = 3 m³

Passo 3: calculando o volume de concreto das vigas

Por último, calculamos o volume de concreto das vigas. Ressaltamos novamente que todas essas informações apresentadas aqui são válidas apenas para a construção de lajes maciças.

Calcular o volume de concreto para vigas não difere muito do cálculo de volume das lajes e dos pilares. Basta multiplicar a área de seção da viga pelo comprimento. Uma das diferenças está nos 12 cm de espessura da laje, que já foram contabilizados no volume de concreto da laje e agora precisam ser descontados na hora do cálculo do volume da viga.

Figura 2 – Corte da Estrutura

Por exemplo: na mesma obra, usaremos quatro vigas de concreto com largura de 20 cm, altura de 50 cm e comprimento de 5 metros. Neste caso, consideraremos a altura da viga para o cálculo como sendo 50 cm menos a altura da laje (12 cm), ou seja, 38 cm, conforme Figura 2.

Além disso, é importante também observar que em duas das vigas deve-se considerar um comprimento menor do que os 5m para não contabilizar duas vezes o volume da intersecção das vigas. Para estas outras duas vigas, se considera o comprimento total (5m), descontado duas vezes a larguras das vigas (20 cm). Neste caso, os comprimentos a serem considerados seriam 5 m menos 2 x0,2 m, ou seja, 4,6 m. – Esta situação fica mais clara analisando a Figura 1 novamente.

Multiplicando-se a altura de 38 cm pela largura de 20 cm, temos a área da viga e multiplicando-se esta área pelo comprimento, temos o seu volume.

Resumo

  1. Área da viga: largura x (altura – espessura da laje) = área em m²
    Exemplo: 0,20 m x (0,50 m – 0,12 m) = 0,076 m²
  2. Comprimento das vigas menores
    Exemplo: 5 m – 2 x 0,2 m = 4,6 m
  3. Volume de concreto das vigas: área de seção das vigas x comprimento das vigas = volume em m³
    Exemplo: 2 x 0,076 m² x 5 m = 0,76 m³ e 2 x 0,076 m² x 4,6 m = 0,69 m³
  4. Volume total das vigas
    Exemplo: 0,76 m³ + 0,69 m³= 1,45 m³

Passo 3: somam-se os volumes de concreto encontrados

Agora que você já sabe a quantidade de concreto necessária para as vigas e laje, pode-se calcular o volume total desta etapa da concretagem:

Volume Laje e Vigas = Volume de concreto da laje + Volume de concreto das vigas

Exemplo: 3 m³+ 1,45 m³= 4,45 m³

Caso se deseje saber o volume total de concreto da obra, é só somar também o volume dos pilares:

Volume total = Volume de concreto da laje + Volume de concreto das vigas + Volume dos pilares

Exemplo: 3 m³+ 1,45 m³+ 0,96 m³= 5,41 m³

Tendo o volume total, é só partir para a última etapa.

Passo 4: considere as perdas da obra

No dia a dia na obra, é natural haver perdas de material. Por isso, essas perdas já devem estar previstas no seu projeto.

Na etapa anterior, você descobriu a quantidade necessária de concreto para a sua obra, mas é importante que você encomende ou produza na sua obra um pouco mais do que esse valor. O aconselhado é que o excedente seja pelo menos 5% a mais.

A fórmula para esse cálculo é simples:

Volume final = (1 + Coeficiente de Perda) x (Volume de Concreto) m³

Exemplo: (1 + 0,05) x 5,41 m³ = 5,68 m³ Viu como é fácil? Agora, não haverá erro na hora de produzir ou comprar o concreto para a sua obra.

Tags:, , ,
Tijolo Ecológico

Tijolo Ecológico: o que é, tipos, vantagens e desvantagens

Amigo Construtor Ensina
Novembro Azul

Novembro azul: mitos e verdades sobre o câncer de próstata

Rede do Amigo