Amigo Ensina

Concreto submerso: aprenda como executar a técnica

13 de novembro de 2020
FacebookTwitterLinkedInWhatsApp

Já pensou em como é feito e executado o concreto debaixo d’água? Mais ainda: como ele não segrega todo quando está imerso? Pois bem, chegou a hora de responder essas perguntas.

O nome concreto submerso é dado para aquele concreto que é aplicado em presença de água, seja ela água do mar, numa concretagem em região litorânea, ou de lençol freático, encontrada durante as escavações das fundações.

Como você já sabe, colocar água demais no concreto pode impactar negativamente sua resistência. Então se simplesmente jogarmos o concreto na água, inevitavelmente estaremos misturando-o a essa água, e, por consequência, piorando sua resistência.

Ok, então como concretar embaixo d’água?

Existem algumas opções. Aqui vamos citar duas mais comuns:

1- Lama bentonítica

A lama bentonítica é um material que possui densidade maior que a água e menor que o concreto, então ela é uma ótima alternativa. Nesse método, primeiro, enche-se o espaço a ser concretado de baixo para cima com lama betonítica, expulsando a água. Posteriormente, preenche-se esse espaço, também de baixo para cima, com concreto, retirando a lama. Como a lama é mais densa que a água, ela não se mistura com facilidade ao concreto. Um ponto importante é jamais lançar a lama ou o concreto de cima para baixo. Isso fará com que os materiais se misturem e o concreto segregue. É um método muito comum para estacas escavadas, conforme podemos observar no esquema abaixo:

FONTE: https://sites.google.com/site/naresi1968/naresi/estacas-escavadas

2- Camisa metálica

Neste método, a camisa metálica pode ser utilizada tanto como forma quanto para contenção da água.
Há duas formas principais de proceder na execução da peça quando for usada a camisa metálica: a primeira é bombear a água para fora, a fim de se obter um elemento limpo e sem contato direto com a água. Outra opção é executar o concreto no próprio meio aquoso.

Usualmente, em obras de menor porte, opta-se por bombear a água para fora da camisa, até por não ser necessário o desenvolvimento de traços especiais. Em obras maiores, no entanto, isso não costuma ser possível devido à grande vazão de água, como no caso de pontes e grandes fundações.

Mas então, como executar um concreto dentro da água sem que os materiais se misturem e sem usar lama betonítica? É aqui que entra a tecnologia de concreto.

Nesse caso, a camisa metálica funciona apenas como uma forma, e o concreto é injetado com auxílio de uma tremonha de baixo para cima, da mesma forma como é feito no caso do uso da lama betonítica. A figura abaixo exemplifica o método com mais clareza:

FONTE: https://www.concretoconstrumix.com.br/concreto-submerso

Para que o concreto não se misture com a água, é importante que ele tenha sua viscosidade alterada. Para isso, normalmente são utilizados aditivos modificadores de viscosidade. Além disso, o concreto precisa ser fluido o suficiente para se adensar sem a necessidade de vibração e coeso o suficiente para não segregar. Para isso, são usados aditivos superplastificantes aliados a uma composição cuidadosa de traço, principalmente do ponto de granulometria dos agregados.

Como você pôde ver, concretar na água é mais difícil, mas não impossível. Nesse caso, o desenvolvimento de traços se torna ainda mais indispensável. Executar um concreto sem um prévio desenvolvimento é sempre um risco. Quando falamos de concreto submerso, o risco é maior ainda. Construa sempre com responsabilidade.

Segurança em primeiro lugar!

Guilherme Aznar – Consultoria Técnica InterCement

Tags: , ,

Mais vistos:

error: Alert: Content is protected !!