Amigo Ensina

Orçamento de serviço: como calcular?

10 de junho de 2020
FacebookTwitterLinkedInGmail

Calcular o orçamento do serviço que você oferece pode ser um grande desafio para qualquer profissional da construção civil. Muitas vezes, é o preço que determina se o cliente irá ou não te contratar. Apesar disso, é importante manter o foco e cobrar o justo pelo seu trabalho. Assim, você garante que a sua renda não seja comprometida e também garante o bom andamento da obra.

O QUE É O ORÇAMENTO DO SERVIÇO?

O orçamento é a soma de todos os gastos para a construção ou reforma do empreendimento. Ele, geralmente, é estipulado pela soma dos custos diretos, custos indiretos, impostos e o lucro esperado pelo construtor.

Para ele ser completo, é necessário incluir todos os gastos: materiais, ferramentas (quando for necessário comprá-las apenas para a obra em questão), locações, logística, mão de obra e demais custos do dia a dia da obra.

Pode parecer muita coisa, mas é possível fazer esse planejamento sem erro. Mais abaixo, neste artigo, você confere alguns exemplos de orçamento.

VANTAGENS

Além de ser uma boa forma de convencimento do cliente, um orçamento bem feito traz vantagens como:

controle de gastos;
maior poder de negociação com fornecedores;
controle do tempo de entrega;
menos desperdícios;
garantia de lucro.
Ou seja, com um orçamento bem planejado, você evita gastos desnecessários e pode entregar a obra no tempo certo. É muito comum encontrar obras mal-acabadas ou atrasadas porque o responsável não considerou gastos importantes no orçamento.

Por isso, é importante se atentar aos detalhes. O principal é ter um bom planejamento para saber o que será necessário para entregar ao cliente o que ele pediu e o que ele precisa. Nenhum gasto pode ficar de fora. Então, confira a seguir o passo a passo de como fazer um orçamento.

COMO CALCULAR O ORÇAMENTO DE SERVIÇO

PLANEJE E CALCULE OS GASTOS DE CADA ETAPA DA OBRA

Procure colocar no papel os custos de tudo o que será necessário para a execução do projeto. Você pode fazer um cálculo por etapas, assim nada irá ficar de fora. Por exemplo:

Serviços preliminares: abrigo para materiais, ligação provisória de água etc.
Infraestrutura: armações, brocas, concreto estrutural, impermeabilização etc.
Alvenaria: blocos, argamassa, cimento etc.
Esquadrias: janelas, portas, ferragens etc.
Estes são apenas alguns exemplos. O importante é você prever cada etapa da sua obra, quais materiais serão utilizados e a quantidade necessária de cada um e, assim, fazer o cálculo de preços. Com o tempo, uma obra servirá de referência para a outra, e esse trabalho ficará mais simples.

E mesmo se você já é um pedreiro experiente e tem tudo isso de cabeça, esse cuidado também é importante para te dar uma nova visão sobre o seu trabalho. Esse planejamento pode te ajudar a negociar melhor os preços com os fornecedores.

CALCULE O PREÇO DA MÃO DE OBRA

O preço da mão de obra é muito importante para definir o valor final do projeto. Você pode fazer esse cálculo com base no salário/dia ou hora da sua mão de obra vezes a quantidade de dias ou horas que você estará dedicado nessa construção ou reforma. Esse é mais um motivo de o planejamento ser tão importante.

Se você está iniciando na carreira e não sabe como precificar seu trabalho, você pode pesquisar o preço do mercado. A partir disso, você terá um parâmetro de quanto cobrar, o que pode ser acima, na média ou abaixo do valor de mercado.

Se você já tem alguns materiais e ferramentas, isso pode valorizar a sua hora de trabalho. Isso porque o cliente não precisará se preocupar com a compra dos insumos.

Mas não se esqueça: você deve buscar saber o preço da mão de obra da sua região. Muitas vezes esse valor varia até em diferentes áreas da mesma cidade. Por isso, nada de calcular sua mão de obra com base no que é cobrado em São Paulo, se você mora em Recife, por exemplo.

É preciso ter cuidado para não cobrar muito fora do padrão para a região. Se você cobra muito acima, perde clientes para os profissionais que cobram mais barato. Se cobrar muito abaixo, você pode perder dinheiro, ao invés de ganhar.

OUTROS GASTOS

Você também pode incluir no valor do seu pagamento ou do pagamento da sua mão de obra valores gastos no dia a dia da obra. Isso inclui alimentação, se necessário, e transporte. Outra opção é discriminar esses valores na própria planilha, incluindo-os na categoria “mão de obra”.

EXEMPLOS DE ORÇAMENTO DE SERVIÇO

Abaixo, você pode ver um exemplo de como montar a sua planilha de orçamento. ATENÇÃO: estes são apenas exemplos apontando alguns itens e valores fictícios.

Quando você for fazer o seu orçamento, levante todos os dados e valores corretos. Para isso, é importante um bom projeto e conhecimento do serviço para que você saiba a quantidade correta de materiais necessários.

Exemplo de orçamento de serviço de construção residencial (valores e itens meramente ilustrativos)

Exemplo de orçamento de serviço de pintura residencial (valores e itens meramente ilustrativos)

FERRAMENTA PARA CALCULAR ORÇAMENTO

As planilhas são um dos modos mais simples de se calcular orçamentos. Nelas, você registra os itens e seus preços e a planilha faz o cálculo do gasto total. Você pode usá-las de forma gratuita nas Planilhas Google, por exemplo, você só precisa criar um e-mail. Neste link, você encontra tutoriais de como utilizá-las.

Agora que você já sabe como fazer um orçamento, é hora de colocá-lo em prática e conquistar clientes. Confira também o que fazer quando o cliente pedir o orçamento mas não retornar.

 

Posts Recentes

Posts recentes