Sua Casa

Acrílica, látex ou PVA: conheça os tipos de tinta e qual usar

23 de março de 2020
FacebookTwitterLinkedInGmail

Quando pensamos em dar uma renovada em algum ambiente, a primeira coisa que vem na cabeça é trocarmos a pintura, não é mesmo? No entanto, são tantas opções existentes no mercado que se torna difícil saber qual o melhor tipo de tinta para garantir um bom resultado.

Aqui nós separamos os principais tipos de tinta para te auxiliar nesta escolha. Confira!

Tinta Látex

O grupo de tinta látex é composto basicamente por dois tipos: a PVA e a acrílica. A principal diferença entre as duas é o tipo de resina utilizada. A tinta PVA leva acetato de polivinila, enquanto as acrílicas são à base de resina acrílica. Ou seja, tinta acrílica e tinta PVA são tipos de tinta Latex.

Onde aplicar

Vocês sabem onde utilizar cada uma delas? Muitas pessoas ainda acreditam que a PVA é para uso interno e a acrílica para uso externo. No entanto, isso não é mais verdade. Em 2011, houve a criação da NBR 15079, a qual criou classes definidas para os tipos de tinta: Premium, Standard e Econômica. Para cada uma destas classes há uma exigência mínima de desempenho, conforme tabela abaixo:

São estas exigências mínimas que definem o local em que a tinta pode ser aplicada. Em ambiente interno, pode-se aplicar qualquer um dos três tipos de tinta látex. Já em ambientes externos, recomenda-se somente as classes Standard e Premium, devido à sua maior resistência.

Pela Tabela 1 notamos que, além de mais resistentes à abrasão, as tintas Premium também possuem um maior poder de cobertura, necessitando uma menor quantidade de tinta para se obter um mesmo nível de acabamento. Por isso, é muito importante levar este fato em conta na hora de comprar uma tinta. Nem sempre a tinta mais barata acaba valendo a pena.

Preço X Resistência

Abaixo montamos um exemplo para ajudar a ilustrar isso:

  • TINTA A Econômica (LATA 18L) – rende até 300m²/demão – Preço R$200,00
  • TINTA B Premium (Lata 18L) – rende até 360m²/demão – Preço R$230,00

Você sabe qual das duas seria mais interessante??

R: A conta é bem simples – basta dividir o preço pelo rendimento da lata para descobrir o custo por m²/demão.

  • TINTA A – 200/300 = R$0,66/m³ demão
  • TINTA B – 230/360 = R$0,63/m³ demão

Neste exemplo, percebe-se que a Tinta B seria financeiramente mais interessante que a Tinta A, mesmo sendo mais cara.

Outro ponto interessante das tintas látex é que tanto a tinta PVA como a acrílica normalmente são solúveis em água, o que torna fácil a limpeza em caso de respingos. Além disso, também tendem a não ter um odor tão forte como as antigas à base de solvente.

Tinta Esmalte

Ao contrário dos outros dois tipos de tinta, essa normalmente não é solúvel em água, portanto, é mais difícil de ser limpa em caso de respingos. Este é o tipo de tinta comumente utilizado para pinturas de metais e madeira. Não se recomenda seu uso para pintura de paredes.

Tinta Epoxi

A tinta Epoxi pode ser encontrada em versões tanto à base de água quanto à base de solventes. Este tipo de pintura é extremamente resistente e costuma ser mais utilizada em ambientes industriais ou muito abrasivos. É muito comum encontrar pinturas Epoxi em garagens de estacionamento de shoppings, por exemplo.

Vale também ressaltar que a pintura epóxi não resiste bem à luz UV, portanto, não pode ser utilizada em ambientes externos.

Outra aplicação comum da tinta epóxi é para pintura de azulejos, já que adere bem mesmo em superfícies lisas. Ou seja, ideal para dar aquela repaginada na cozinha ou banheiro, sem a necessidade de quebrar nada.

Contudo, a aplicação deste tipo de tinta é bem mais complexa que dos demais. Por esta razão, é sempre interessante contratar uma empresa especializada para evitar o surgimento de bolhas e marcas na pintura.

E aí, agora que vocês já sabem qual tinta usar, partiu mudar a cor daquela parede antiga?

Posts Recentes

Posts recentes